Rua Sorocaba 800, CEP 22271-100, Botafogo, Rio de Janeiro, Brasil.

domingo, 3 de abril de 2011

Fundamentos do método terapêutico de Nise da Silveira III

Quaternio nº 8 / Homenagem a Nise da Silveira Revista do Grupo de Estudos C. G. Jung – Obra Científica, p. 26 a 28 , Rio de Janeiro, 2001.


A Casa das Palmeiras

Uma experiência revolucionária na Psiquiatria



Franklin Chang

3 – Atividades da Casa das Palmeiras As atividades oferecidas aos clientes pela Casa são de dois tipos: individual e grupal. O total é de 19 atividades, sendo sete de caráter individual e doze de caráter grupal.

As atividades expressivas individuais se caracterizam por estimular o indivíduo. Os ateliês onde estas atividades são realizadas são os seguintes:

. Pintura

. Modelagem

. Xilogravura *

. Colagem

. Papier Maché *

. Tapeçaria / Artes Aplicadas

. Salão de Beleza


Nas atividades grupais a participação deve ser livre e espontânea. Aliás, como todo processo terapêutico da Casa das Palmeiras. São os seguintes:


. Expressão Corporal

. Música

. Contos de fada

. Teatro

. Baile

. Poesia

. Grupo Cultural

. Jornal O Arauto

. Lanche

. Passeios

. Festas

. Clube Caralâmpia (Encontro de todos os clientes e a equipe técnica, para discussão de temas de interesse comum, como festas, passeios etc., mas também criar um espaço para Críticas e sugestões individuais que possam ser debatidas e votadas por todos).

Toda produção dos clientes da Casa é assinada, datada e arquivada para estudos e pesquisa. Estamos no momento criando um espaço na Casa que irá permitir aos clientes e à equipe, ler estudar e pesquisar em livros de publicações que compõem a nossa biblioteca.

Infelizmente, as limitações de espaço não permitem que possamos ampliar nossas atividades atuais. Gostaríamos de uma casa maior, onde pudéssemos aumentar a capacidade de atendimento e criar novos ateliês para ampliar as opções das atividades terapêuticas. Também temos o desejo de um quintal ou área livre, onde pudéssemos oferecer atividades externas como esportes, jardinagem*, horta*, etc.

Porem, o mais importante é podermos manter a filosofia da Casa das Palmeiras, que como a Dra. Nise definiu, “é um pequeno território livre”. 10 Sua preocupação era a de nos mantermos distantes de qualquer tipo de “coleira”, não significando isto um estado de isolamento, mas sim, a liberdade de participação e cooperação em projetos científicos, sem vínculo comercial.

Podemos afirmar que nestes 44 anos a Casa das Palmeiras cumpre seu papel que é o de evitar as internações psiquiátricas.


4 – Opiniões dos clientes sobre a Casa das Palmeiras (...2001)

“A Casa das Palmeiras e a Sociedade se juntam. É como se a Casa das Palmeiras fosse uma casa de vida, ensina a criar e a se expandir melhor. Aqui na Casa das Palmeiras, eu quero frisar, nós trabalhamos, com prazer. E isso é importante.”



“A Casa das Palmeiras é uma obra de fé. É muito fácil acreditar no homem quando ele está em pleno gozo de sua saúde, quando ele encontrou felicidade, quando é realizado, enfim, quando é um homem “cuca legal”, é mito fácil acreditar. Agora, difícil mesmo é acreditar quando ele está numa situação meio difícil, que a gente não une uma coisa com outra, então a pessoa acredita em nós assim mesmo. E na nossa situação isto é muito importante”.


“A Casa das Palmeiras é a parte do resgate do Karma coletivo de grupo. O atual modo de vida das pessoas onde os bens materiais são mais importantes que o amor e a vida, levam as pessoas a serem desequilibradas, criando problemas coletivos e individuais. A Casa das Palmeiras é uma instituição que, em seus mais de 40 anos, criou uma nova ética gente aos problemas psiquiátricos.”


“Deus tocou no coração da fundadora para que ela fizesse esta caridade. Se não fosse ela, eu não sei o que seria de mim. Aqui a gente esquece os nossos problemas; é uma das melhores que tem, porque eu tenho cisma, vozes; elas me confortam; não tem outra igual a essa”.


“Aqui nos dá coragem, nós somos felizes. Eu tenho agonia, eu venho para cá e fico logo bem. Que Deus abençoe esta casa. Aqui as pessoas se unem, é uma família.”


“O que eu sinto com relação à Casa das Palmeiras é uma gigantesca, uma enorme gratidão. Quando eu ingressei na Casa das Palmeiras eu estava mentalmente muito doente. Eu não sabia como agir para ter uma vida mais ou menos normal e a minha família não sabia o que fazer para me ajudar."


"Ao ingressar eu aqui, logo senti aceitação mesmo no estado mental em que me encontrava e senti apoio da Casa este binômio: Casa das palmeiras e consultas regulares com um psiquiatra lá fora, é o que está dando certo.”

10. SILVEIRA, Nise da, Emoção de Lidar, p.11 Rio de Janeiro - Alhambra, 1986.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Rio, 4 de abril de 2011

Os Ateliês de Desenho, Pintura, Modelagem, Artes Aplicadas, Grupo Cultural, Contos de Fada, Música, Teatro, Baile, etc. permanecem funcionando, cotidianamente, de 2ª feira à 6ª feira.


O Ateliê de *Xilogravura, por dificuldades financeiras, infelizmente, continua desativado. Ali passaram grandes gravadores como José Paixão, Rizza Conde e Neil, colaboradores na Obra de Nise nos tempos áureos em que se tinha tempo e disponibilidade em doar-se com generosidade. Em razão de espaço o *Papier Maché está desativado.

A *Jardinagem se mantem desde 2007. Anossa *Horta, muito apreciada, com algumas hortaliças, ocupa um pequeno espaço na lateral da Casa.

A Biblioteca sempre visitada com nossas preciosas obras. O Corte e Costura, a criação de Cadernos Artesanais e o Coral são atividades que se mantem.

Há mais de um ano o Círculo Filosófico é espaço para expressões reflexivas sobre a vida.

E neste momento a Fotografia, uma antiga atividade que tinha Regina Alvarez com monitora, está sendo retomada.



Nise da Silveira


elevou a Terapêutica Ocupacional,


Emoção de Lidar,


ao seu mais alto ponto de dignidade criadora!

__________

Palavras sábias de Nise:

"O eixo da Casa das Palmeiras é cultural,

nem psiquiatria, nem psicologia."

*********

Nenhum comentário: