Rua Sorocaba 800, CEP 22271-100, Botafogo, Rio de Janeiro, Brasil.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Clube Caralâmpia

xilogravura
CLUBE CARALÂMPIA 

           A cada primeira 2ª feira do mês, por tradição, depois do lanche, por vezes antes, todos cantam o Hino Caralâmpia na abertura da reunião da atividade denominada Clube Caralâmpia. Todos os clientes e pessoas que trabalham na Casa podem estar presentes. A reunião se faz na grande sala em círculo com cadeiras ao lado da pequena mesa onde ficam presidente e secretário. Presidente dá início à atividade; cada um tem a sua vez da fala.
          Esta atividade tem como objetivo dar a todos a oportunidade de expressão verbal.  Clientes, equipe técnica, todos que trabalham incluindo a diretoria. Todos que frequentam a Casa podem falar livremente; solicitar algo a ser feito, reclamar. É o espaço para se programar passeios, dia de comemoração de Festa, filmes, eventos, etc.
         O grupo escolhe o Presidente, um cliente, para coordenar os trabalhos e um Secretário, estagiário ou colaborador, para escrever no caderno assuntos abordados. Os eleitos recebem aplausos de todos. As escolhas são democráticas de tal forma que cada um possa ter oportunidade de um dia conduzir a tão esperada e calorosa assembleia.
         Com caneta pilô, num quadro, cada um escreve em ordem numerada o seu nome a fim de fazer suas solicitações.

         A frequência é variada; vez que superlota e outras mais vazias; clientes e equipe da Casa estão presentes. Cada um tem sua vez democraticamente. Neste dia quase todos querem estar presentes para fazer suas colocações.
         Espaço para apresentação dos que entram na Instituição; diretoria, colaboradores, estagiários, e, quando se despedem, terminado o estágio ou colaboração. Cada um com respeito tem seu tempo de fala: pedidos, reclamações, sugestões e avisos que são sempre ouvidos por todos. Alguns fazem exigências ou contestam com veemência, outros falam com voz muito baixa e dão sugestões, sempre interessantes. Outros permanecem em silêncio observando e acompanhando. Quase todos acabam se expressando de alguma forma. É sempre um encontro caloroso.

        Os resultados são sempre benéficos pela esperança de ver as propostas um dia realizadas e segurança nas solicitações verbalmente feitas diante de todos. Espaço onde se busca entendimento, orientação para soluções de problemas pessoais, necessário; passe de ônibus, auxílio INSS, perda do cartão bancário, dificuldades com aposentadoria e ajuda assistencial; pessoal e familiar.
       Passeios são resolvidos por votação - sugeridos alternadamente lugares de lazer e de cultura - parques, espaços abertos, ou Museus e Galeria de Arte. Sempre se acatando o desejo da maioria com muito respeito e compreensão mútua.
        As reuniões terminam, tradicionalmente, com o canto do Hino Caralâmpia e um entusiasmado baterem de palmas.
 Hino do Clube Caralâmpia

Na nossa bandeira
Tem balança tem palmeira
Tem o sol pra iluminar
Nossa estrada a vida inteira

Trá lá lá lá
Nossa estrada a vida inteira.

Vamos, vamos minha gente
Fazer nossa reunião
Presidente é o primeiro
Secretário aquenta a mão.

Trá lá lá lá
Secretário agüenta a mão.

Se você for o terceiro
Peço me dar atenção
Que eu também quero falar
Dar a minha opinião.

Trá lá lá lá
Dar a minha opinião.

Pois no Clube Caralâmpia
Todo mundo tem razão
Mas só vence a sugestão
Quem tiver mais votação

Trá lá lá lá
Quem tiver mais votação.

Batam palmas companheiros
Acabou a discussão
Pois no Clube Caralâmpia
Todo mundo é campeão.

Trá lá lá lá
Todo mundo é campeão

Trá lá lá lá  - trá lá lá lá lá lá lá  (bis)
~~~~~~~~~~~~~~                     
Olvinda - colaboradora música - com o grupo da Casa das Palmeiras.

sábado, 1 de julho de 2017

O Homem e seus Símbolos

Grupo de Estudos C.G.Jung 
       Idealização - Nise da Silveira (1955 / Reg. 1968)
Local: Casa das Palmeiras 
Às quartas-feiras de 15 em 15 dias /
 das 19h00 às 20h30
   12 e 26 de julho – 9 e 23 de agosto de 2017         
Plano de estudo/livro:
O Homem e seus Símbolos 
               Carl Gustav Jung - concepção e organização –                  
I - Chegando ao inconsciente – Carl G. Jung
       - A importância dos sonhos
       - O passado e o futuro no inconsciente
       - A função dos sonhos
       - A análise dos sonhos
       - O problema dos tipos
       - O arquétipo no simbolismo do sonho
       - A alma do homem
       - A função dos símbolos
       - Curando a dissociação
 Rua Sorocaba, 800  -  Botafogo
Inf.: Tel. 2266-6465 (das 13h às 17h) / 2242-9341 
O Grupo de Estudos é gratuito
       Bem vindos os artistas, filósofos, psicólogos, pensadores livres, antropólogos, sociólogos e/ou qualquer pessoa que desejar ler, estudar e/ou conhecer, mais profundamente a obra de Carl G. Jung.