Rua Sorocaba 800, CEP 22271-100, Botafogo, Rio de Janeiro, Brasil.

sábado, 15 de dezembro de 2018

Imagens do Inconsciente nas Expressões Plásticas.

                Conceito de Imagens do Inconsciente nas Expressões plásticas.* 

Nise da Silveira aponta alguns aspectos importantes para conceituarmos a noção de imagem do inconsciente nas expressões plásticas. Ao relatar seus achados, provindos da relação direta com seus clientes, comenta:   
       “Mas aconteceu que desenho e pintura espontâneos revelaram-se de tão grande interesse científico e artístico que esse atelier cedo adquiriu posição especial.”  (2015, p. 15 grifos meus)
A espontaneidade se revelou um aspecto essencial na produção dessas imagens, que surpreendem Nise, porque acontecem.  Algo espontâneo se revela, surge, brota. Esse revelar-se espontâneo é um aspecto fundamental do conceito de imagem do inconsciente. Ela acontece naturalmente durante o processo criativo.
Essa noção ocupa um lugar muito especial no método proposto na Casa das Palmeiras, pois requer uma atitude de abertura e acolhimento dessas imagens. Requer acompanhar esses processos espontâneos, dando mergulhos em estados internos, vivos e atuantes. Não interferir nesses processos é um desafio imenso, contudo, mesmo que haja momentaneamente interferências, nota-se que as imagens se impõem, redesenhando formas e situações, movimentando-as.
“Era surpreendente verificar a existência de uma pulsão configuradora de imagens sobrevivendo mesmo quando a personalidade estava desagregada.” (Ibid.)
A ideia de uma pulsão configuradora remete a imagem de algo que se movimenta, que pulsa. Em nossos ateliers observamos profundas relações entre os estados internos e as produções dos clientes.  Percebemos esse movimento em nuances de cores, formas, figuras, traçados que expressam ricamente os mais diferentes estados do ser.
Essas produções simbólicas, em sua maioria se repetem, quer em temas, quer em figuras ou abstrações. Processos abstratos e figurativos são aspectos plásticos básicos nessa linguagem que compõem formas e sentidos.
Na Casa das Palmeiras encontramos obras figurativas em abundância. Há também aquelas obras que parecem estar num estado intermediário, transitando entre o figurativo e o abstrato ou entre ‘integrar’ e ‘dissolver’. E entre as formas figurativas observamos a presença significativa dos geometrismos, quer isoladamente ou compondo a estrutura como um todo da imagem.
Sem dúvida as imagens do inconsciente são de profunda riqueza simbólica. Encontra-se nessas produções, imagens dramáticas, enigmáticas, infantis, eróticas, primitivas. Na França essas produções foram incluídas entre o que se chamou de Arte Bruta, tendo no Brasil recebido o nome de Arte Virgem (denominação de Mario Pedrosa, crítico de arte, que muito apoiou a obra de Nise da Silveira).
*Patricia Amaral Motta. Psicóloga. Coordenadora de Psicologia da Casa das Palmeiras – RJ.
Referência bibliográfica:
SILVEIRA, Nise. Imagens do inconsciente. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015. 







 Arquivo das produções no Atelier de desenho e pintura - 
trabalhos recentes e antigos - Casa das Palmeiras.

3 comentários:

Claudia Brasil disse...

Parabéns Patricia Amaral Motta pelo belo artigo.

Patricia Motta disse...

👍

Unknown disse...

Patrícia, gostei muito.